Odiar: uma modalidade esportiva?

Os haters se multiplicaram tanto e cruzaram com tantas espécies diferentes (afinal, a compatibilidade genética de um hater e outro hater é sempre favorável ao instinto de preservação da espécie) que hoje não é raro encontrar alguém que odeie os famosos blogueiros e ao mesmo tempo sustente um blog de tirinhas de conteúdo idêntico ao dos primeiros, baseado na premissa: eu não ganho dinheiro com isso, então os que ganham são idiotas. 
Fonte.

Não raro também é encontrar fãs de metal, maiores de 20 anos, com aquele cabelo grande, ensebado preso como se fosse uma freira e que ousam falar mal dos emos e coloridos, com seus cabelos característicos.


E claro, são muitas as formas de ódio, pois o ser humano é mais inclinado a odiar e desprezar algumas coisas, do que se abrir e amar. Aproveitando a tirinha de hoje, e também o papo interessante que sempre rola nos comentários, quero conduzi-los a uma discussão sobre a análise do preço do ódio.

O ódio é um sentimento que muitas vezes se torna uma bússola, impedindo a pessoa de ver as coisas de uma forma mais ampla. O amor, o fanatismo e a admiração também causam este efeito, e de quaisquer formas, não deixam de ser prejudiciais.

A minha pergunta para vocês hoje é a seguinte: você deixa seus conceitos automaticamente te cegarem?

Eu fiquei feliz ao me deparar com o cover da Gwyneth Paltrow em Glee da música da Adele, Turning tables. Para quem não sabe, eu detesto Glee, e abomino a sem sal e sem graça da Paltrow, não obstante, adorei a interpretação.
Anúncios

2 comentários sobre “Odiar: uma modalidade esportiva?

  1. Há uma questão importante sobre a premissa citada que é o fato de idiotice realmente dar dinheiro! Desde os palhaços no circo que faziam todas aquelas imbecilidades e idiotices para entreter e geravam lucros com isso. O que existe de relevante aqui, a meu ver, é pensarmos que “dar dinheiro” é algo amplo, e como existe todo tipo de público e mercado, existe também todo tipo de exploração. Então pode-se ganhar dinheiro idiotice sim, e geralmente é o que mais dá dinheiro já que o número de idiotas é maior. Bom, tem ai o fato implícito das pessoas acharem que serem resolvidas na vida é ter dinheiro. Se uma pessoa considera que o ápice é ter dinheiro, vai até ser fácil, para ela.

    A grande maioria dos seres humanos se ocupa de duas duplas durante toda sua vida: felicidade e tristeza, amor e ódio. Isso pois, todas as outras parecem complexas demais para estes muitos humanos. Cada uma destas duas duplas confecciona uma “moeda”. No caso da primeira é mais simples, as pessoas se ocupam em jogá-la para cima o tempo todo sempre esperando frenéticas que a cada jogada o lado da felicidade caia para cima, sempre! Mas mesmo quando cai, jogam a moeda novamente.

    No caso da segunda moeda o caso é mais dramático, já que, na verdade, nenhum dos dois lados realmente existe. Então as pessoas, esta maioria, imaginam uma moeda que fica girando lentamente, flutuante na altura de suas testas, alternando em estado de “amor / ódio”. Isso, pois esta moeda é apenas uma projeção de desejos e emoções humanas quando enfatizadas de alguma forma. Amor e ódio são prejudiciais exatamente na mesma proporção, por ser o tal exagero emocional. Que a meu ver origina-se da imaturidade emocional e da incapacidade das pessoas em conhecerem e lidarem com seus próprios desejos.

    Respondendo diretamente a pergunta, não, não me cegam meus conceitos, mas quase nada me cega, o que é um porre (risos). Afinal a vida só é ruim enquanto se está lúcido.
    E é por isso que as pessoas se drogam, vão à igrejas, viram políticos, assistem novelas e comem pipocas.

    PS: Tenho cabelos compridos mas eles são limpos, macios e cheirosos.
    PS2: Acho a Gwyneth bonita, e bonita é tudo que posso achar dela.

  2. A Gwyneth é zo.a.da, né. Mas então, gostei da versão dela no Glee, também, Forget You. Mas acho que eles dão uma limpadinha na voz dela, que nem é muito boa, não. Hehehehe

    Tinha uma novela no SBT que se chamava Amor & Ódio. Era ótima só que não =) Eu amava e odiava rysos!

Deixe o seu comentário ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s