Como é difícil ser diferente…

Não sei se vocês já se sentiram assim, mas já acharam que parece que a moda anda contra as nossas vontades? Olha, tem coisas que eu acabo aproveitando, acho divertido e tal. Mas tem coisas na moda que parecem dificultar a vida de quem não quer necessariamente ficar igualzinho a todos os outros, alguém que não quer ser ~fashion~

Pois bem, no momento o que está em alta são os spikes, as caveirinhas, transparências, etc. Não é preciso entender de moda, basta passar em qualquer loja de roupas que é isso o que você verá: caveirinhas, spikes, transparências, caveirinhas. Um visual meio rockeiro da vida.

Outro dia eu estava atrás de um tênis preto, tranquilo, para o dia a dia. E assim, eu já tenho muitos converse allstars, adoro eles, mas estava procurando por uma nova opção. E então eu só via tênis com spikes. Para quem não sabe, spikes são isso aqui:

São umas gracinhas! Mas eu tenho alma de velha e não queria esse visual rock o tempo todo, portanto estou fugindo deles. E as caveirinhas estão em todo lugar. Eu tenho uma certa aversão, mais por princípios, que não é para achar que gente morta é uma gracinha e tal (já expliquei que sou uma velha no corpo de uma jovem de 25, não?). E pra quem curte está uma beleza, pois nunca foi tão fácil ter um visual mais dark.

Acontece que não é tão difícil assim seguir o seu estilo, mesmo sendo a favor ou contra a moda. Um exemplo, numa loja online que já comprei, a Dafiti, você encontra coisas mais neutras, como essa bolsa aqui, como também uma bolsa puro spike.  E assim, pra ser legal com vocês, nesse tipo de loja, você pode arranjar descontos, em sites como o CupoNation.

E falando em compras online, não sei vocês, mas além de geralmente não querer me vestir igual a todo mundo, eu também detesto que vendedor fique me perseguindo na loja (sim, sou chata this way). E por causa disso, prefiro comprar as coisas pela internet, assim posso passar horas “só olhando”, sem nenhum vendedor com aquele insistente “posso ajudar?”. E olhando posso ver mais de perto os produtos que quero, posso até colocar no carrinho e depois mudar de ideia e pegar outro. Comprar pela internet é mesmo uma bênção do mundo moderno.

E claro, o lance de ser “diferente” é o “contra a corrente” mesmo, não sou a única assim e ainda bem que tem muitos caminhos para gente como a gente. Com “Diabo Veste Prada” aprendi que, se eu quisesse ir totalmente contra o que se chama moda, eu teria que fabricar meu próprio tecido e com ele costurar minhas próprias roupas. Fora isso, os tecidos à venda, as roupas que você pensa ser mais neutra, só por estar numa Renner da vida, tudo tem a ver com tendências que foram estudadas, lançadas e então chegaram às prateleiras para aquela estação. O que existe de fato é a “sensação” de ir contra essa maré. Eu já tentei comprar uma blusinha básica de cada cor, e quem disse que as lojas tinham todas as cores? Não tem, pois as lojas seguem uma tendência que foi lançada e justamente por isso está tão difícil de achar uma peça que não tenha transparência/spike/caveirinhas, tão difícil como estava uns anos atrás encontrar qualquer coisa que não tivesse um lacinho. Mas o importante é se sentir bem, correto? Não é muito fácil detestar algo que está na moda e está à venda em todo lugar, mas dá se um jeito.

Agora é com vocês leitores: é muito difícil fazer compras para você? Só para reforçar, não estou falando de jogos, itens de cozinha, etc, estou falando de comprar roupas, calçados e coisas que você usa.

Anúncios

Um comentário sobre “Como é difícil ser diferente…

  1. Comprar roupas é um grande exercício de paciência, mesmo comprando pela internet. Aliás, sou totalmente favorável a esta coisa de comprar e pagar pela rede, hoje (e já há algum tempo) 100% das minhas contas são pagas de casa e 95% das minhas compras são feitas de casa e recebidas no trabalho.

    Mas voltando às roupas, mesmo para pessoas que, como eu, gostam de passar “despercebidas” e basicamente usam jeans e camisa branca no dia a dia, é complicado. Por vários fatores: primeiro que a moda é um exercício de horror tão bem arquitetado que para se mostrar precisa estar vinculada à nudez de modelos bonitas/bonitos. E entendo que “tudo seja moda” ou tendência.

    Nas lojas de departamentos como as Rener da vida a qualidade está sempre muito aquém do preço, e o preço geralmente é baixo. Os cortes são um horror e tendem ao tamanho único. E tamanho único significa que não serve bem para ninguém.

    É uma dificuldade, comprar um jeans é difícil. Pois ou tem uns meia boca vendidos por absurdos em lojas de etiquetas, ou você tem que buscar confecções “caseiras” até achar uma que tenha algo cuja qualidade seja condizente com o preço. E o preço seja razoável. Sem falar nos cortes, definitivamente quem corta a grande maioria dos jeans, mesmo em lojas “de etiqueta” não tem o menor conhecimento de anatomia humana.

    Geralmente, quando acho algo, compro logo várias peças. Mas só funciona comigo pois não sou de mudar muito. Para quem gosta de variar, a coisa fica mais crítica, penso.

    Calçados, mesma coisa. A qualidade dos tênis vendidos no brasil é bizarra em comparação com os preço. O mais legal é que eu pude comparar uns tênis que vieram dos EUA com os daqui. Bom, a qualidade dos de lá eram muito superiores às daqui, mas, curiosamente, enquanto os daqui são produzidos na China ou Taiwan, os que peguei dos EUA tinham na etiqueta um Made in Brazil de todo tamanho! Incrível né?

    Também, quando encontro um tênis que gosto (o que é raro) especialmente por eu preferir modelos femininos, eu acabo comprando mais de um par pois sei que vou demorar a conseguir encontrar outro par aceitável (estética-preço-qualidade).

    É mais fácil para quem usa ternos e sapatos, mas ainda assim é complicado pois não é simples também achar um terno em corte italiano, por exemplo. Não sou de ternos, nem uso sapatos…

    Por fim sigo procurando uma boa costureira, mas nestes tempos de lojas de departamentos elas sumiram e alfaiates se tornaram específicos, raros e por isso caros demais.

Deixe o seu comentário ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s