Top 5: Melhores namorados da ficção

O dia dos namorados está chegando aí e nada melhor do que estar ao lado da pessoa que você ama. Na verdade, as sazonalidades não são norteadoras dos nossos atos (ou não deveriam ser), portanto, estar ao lado de quem amamos é sempre bom (menos se você estiver descumprindo alguma ordem de restrição hein… Brincadeira!).

LEIA MAIS +

O que eu realmente penso sobre as séries

Para quem não sabe, me tornei redatora de um portal de notícias, para o blog de Séries & TV deles. Tem sido uma experiência ótima e estou aprendendo muitas coisas sobre blogs que os meus quase 4 anos de VeryJess não me proporcionaram. Lá eu até posso ter alguma opinião sobre as séries, mas atacar agressivamente como eu gosto de fazer aqui é algo que eu evito. Mas isso não significa que eu não tenha opinião. Algumas séries eu comecei a ver justamente por causa do meu trabalho e mais ou menos sempre sei o que está rolando nas principais séries.

Pois bem, eis o que vocês não me verão falando no site, sobre…
1. Once Upon a Time: alguém por favor, tira aquela jaqueta de couro vermelha da Jennifer Morrison? Sério, este negócio de usar só a mesma roupa o tempo todo é em desenhos animados. A jaqueta é bonita, mas agora já está cafona, já que ela não tira nunca. E em que realidade o seu pai é o Josh Dallas e você consegue olhar no fundo dos olhos dele e não pensar em bobeira? Além disso, acho sonífero esse lance de reaproveitar contos de fadas para fazer filmes/séries com os efeitos especiais da tecnologia de hoje.

LEIA MAIS +

Bazinga: uma crônica da vida real

Independente de gostar de moda, você e eu já cansamos de ver as garotas com um colar com seu nome. Essa moda é uma febre que praticamente todo mundo aderiu. Para saber mais sobre, veja este post da @borboletando.
Como eu já disse em algum lugar (não lembro onde) essa moda é uma coisa legal e esquisita: legal porque geralmente o design fica lindo e se você usar com outros colares, fica fofo. Esquisito porque dá um ar de coleirinha, e ainda faz aquele pedreiro que está te secando aprender o seu nome!
Momento óbvio: é claro que, a nerd que vos fala não tem um colar destes. Mas esses tempos achei na Melancia Quadrada um colar LIN-DO escrito Bazinga. Como era de se esperar, eu adquiri o produto e saí por aí feliz-alegre-contente com o colar.

Quem me acompanha no Twitter sabe que eu fiquei presa em uma loja semana passada, por causa da enchente que deu na cidade. Então estou lá quietinha esperando a avenida se tornar circulável novamente. Então uma das vendedoras começa a olhar o colar, olhar…olhar.. e:
– Moça, qual que é o seu nome? Estou tentando ler seu colar mas não estou entendendo. É Dezinga, Bazinga?
– Meu nome é Jessica, não Bazinga. Bazinga é por causa de um seriado ae.
– Aaaaah.
Agora, no fim de semana fui a um evento de anime e mangá e vários estranhos curtiram o colar. Comofas pra viver num lugar desses pra sempre? #mimimi “ninguém me entende”.

Fiquem à vontade para contar alguma história engraçada, ou não.

Sheldon Cooper e os signos

Uma pessoa formada em uma universidade tradicional, com o título de mestre em uma determinada especialidade me disse uma vez que o meu comportamento tem tudo a ver com o meu signo. Poutz, eu fiquei muito decepcionada de ouvir isso de uma pessoa que eu pensava que era inteligente. Mas já me disseram que há muitas formas de inteligência, não é mesmo? E as vezes as pessoas gostam de se ligar a pequenas coisas que as caracterizam para ter no que se apoiar. Então não posso afirmar que a pessoa não é inteligente.

Abaixo, a transcrição traduzida de um diálogo entre Sheldon, Leonard e Penny (do seriado The Big Bang Theory), sobre signos, que diz muito sobre o que eu também creio.

Penny: Eu sou de sagitário, o que provavelmente diz muito mais do que precisam saber.

Sheldon: – Sim. Diz que você concorda com a desilusão cultural massiva de que a posição do sol relativa à constelações arbitrariamente definidas, no seu nascimento, de algum modo afeta a sua personalidade.

Penny: – Concorda com o que?

Leonard – Acho que o Sheldon está tentando dizer que sagitário não seria nossa primeira tentativa.

Nada contra a Penny, eu acho ela o charme do seriado, deixa as coisas mais humanas e divertidas!

5 S ou Sheldonização?

Conversando com a #TurmadoCafé, contei da minha alegria em realizar os 5 S no meu quarto. Como o @gruhn e a @garotaacida pediram dicas de #comofas isso, vambora arrumar as coisas de um jeito que vc vai ver que sua vida vai mudar!
Pra quem não sabe, os 5S constituem um método japonês de organizar as coisas e são muito usados nas empresas, principalmente quando o assunto trata-se de qualidade. Qualquer pessoa que mexa com as ISO não pode dispensar este conceito wonderful.
Se vc ler o post com atenção, também perceberá que o método 5 S consiste na Sheldonização das coisas: usar o conhecimento a seu favor para tornar as coisas mais práticas. Se vc só usa o conhecimento para Guitar Hero, está perdendo muita coisa!

  1. Seiri – Utilização: sabe aquele livro seu do 3º ano que toda hora você precisa tirar do lugar pra pegar uma coisa? Manda ele pra longe! Reveja o lugar de todas as coisas: coloque mais perto de você o que é útil e você usa sempre. Separe 3 coisas: 1 o que vc usa sempre para ficar ao seu alcance; 2 o que vc nunca usa, mas ainda é importante, para encaixotar; 3 o que vc não usa mais para jogar fora, dar, vender, doar!
  2. Seiton – Ordenação: É muito mais fácil encontrar coisas que estão classificadas. Se vc tem um monte de papeizinhos, transfira tudo para uma agenda, ou jogue fora se for inútil. Se vc colocar todas as roupas de frio juntas, não vai penar para encontrar aquela jaqueta quando estiver atrasado 😉 Outra coisa legal é anotar quando vc emprestar um livro a alguém, e tupperware também! Essas coisas se perdem no universo tanto quanto qualquer caneta bic!
  3. Seisou – Limpeza: a limpeza está ligada ao bem estar. Se você não lava roupas todo dia, como eu, separe um espaço para todas as roupas sujas (não embaixo da cama, no fundo do armário…). Não precisa ficar passando álcool até na porta, mas vamos combinar um paninho e um aspirador não faz mal a ninguém. Comeu alguma coisa no seu quarto? Larga de ser mão de vaca e compra uma lixeirinha para o seu quarto, assim você não é vencido pela preguiça e deixa embalagens por aí atraindo baratas malandras e godinhas…
  4. Seiketsu – Saúde: se vc tem rinite alérgica, por que insiste em deixar esse tapete enorme no seu quarto? Cuidado também com coisas que vc sempre usa e sempre estão em um lugar que é desconfortável para pegar, sua coluna merece esse cuidado. Ergonomia é importante! Outra, lavar os bichinhos de pelúcia também é muito importante para os alérgicos de plantão. Eu jogo eles dentro da máquina na moral.
  5. Shitsuke – Autodisciplina: vc já fez isso tudo, mas lembre-se da entropia: a tendência das moléculas se desorganizarem não é um fato só para o universo, acontece com seu quarto também, a correria pode fazer com que tudo volte, fora que tem coisas que são úteis agora e amanhã não são mais, por isso deve-se repensar em tudo sempre.

Galere preparada para realizar a arrumação? Quem sabe eu faço um post de Sheldonização das malas. Mas como este post eu prometo uma Sheldonização praticável, ok?

Essas dicas não vieram só da minha cabeça, eu desenvolvi um projeto de aplicação dos 5 S no estoque de uma empresa, em um dos estágios. Fica a dica aí pra galera 😉

Sai dessa cadeira!

Bom gente, eu estou com vontade de tirar vocês do tédio!
Sempre tem algo #diferente que você pode fazer esta semana. Ler meu blog é uma delas…rs
Outra é conhecer essa lista de The 500 greatest movies of all the time.
Se você está a fim de jogar dinheiro fora, dá uma olhada no DealExtreme e compre porcarias super legais que chegam do outro lado do mundo com frete grátis!
Comece a assistir The Big Bang Theory.
Leia o blog Byte que eu gosto.
E se vc não sabe nada sobre o chip do Pedro, enquanto ninguém pega o chip de ninguém (pra me tirar do tédio), vai assistir esse vídeo.
Siga alguém diferente e divertido, como o @anonimofamoso.
Ouça esse CD da Sara Bareilles.
Enjoy!
(estou terminando uns livros, na próxima comento sobre algum deles)